Cuidados com as unhas dos focinhos

cortar unha

cortar unhaO crescimento exagerado das unhas dos focinhos pode causar dores, dificuldade de mobilidade e, em casos extremos, até atrofia das patas. Por isso, cães e gatos que “gastam” pouco as unhas (passeiam ou brincam pouco ao ar livre, por exemplo) precisam ter as unhas aparadas com frequência. Leia mais

A experiência de ser lar temporário

filhotes 5

Este fim de semana, eu fui “lar temporário” para seis filhotinhos de vira-lata. Ser lar temporário, como o nome diz, é abrigar um animal temporariamente até encontrar alguém interessado na adoção. E foi isso que eu fiz para seis pequenas delícias com cheirinho de leite.

filhotes 3

Apesar do pouco tempo, a situação me fez refletir sobre diversos temas que precisam ser discutidos e desmistificados. Primeiro que ser lar temporário não é fácil porque de fato a gente tende a se apegar aos focinhos, mas quando a gente consegue colocar nossos sentimentos de lado e entender a grandeza do ato, faz tudo valer muito a pena. Leia mais

Farmácia Solidária em SP

farmacia-solidaria

Farmácia solidária é um projeto que arrecada medicamentos (veterinários e humanos, mesmo em pouca quantidade e com embalagem aberta) e repassa para protetores e Ongs que precisam.

Leia mais

Por que chocolate faz mal para cães e gatos?

chocolate1

Os animais têm necessidades diferentes das nossas, por isso, precisam de uma alimentação específica. Além disso, alguns dos nossos alimentos são tóxicos  para eles e podem causar sérios problemas de saúde. Este é o caso do chocolate. Leia a entrevista com o Diego, do @diariodeumveterinario, e entenda porque o chocolate é um vilão para cães e gatos.   Leia mais

Não abandone o seu cachorro quando o bebê chegar

cachorro com bebe

Cachorros e bebês são superfofos. E, apesar do preconceito, não só é possível manter o focinho quando o bebê chegar, mas essa relação pode ser deliciosa.

Este é o caso da vira-lata Puma e do pequeno Bernardo que estão construindo uma relação cheia de amor graças à Carol que ama os animais e nunca pensou em abandonar a Puma que ela havia adotado quase 7 anos antes do Bernardo chegar – apenas, claro, se preocupou em tomar precauções para que a relação dos dois fosse saudável. Confira a entrevista e se delicie com as fotos cheias de amor.

Leia mais

Focinho Feliz – loja online

post-lancamento

Para quem não sabe, o Focinho Feliz nasceu como um blog, em 2014, no dia do meu aniversário. Ele surgiu como um presente que eu me dei. Porque depois de tanto tempo fazendo pequenos resgates de animais, descobri que nada me deixava mais feliz do que ajudar animais abandonados e maltratados. Leia mais

Cachorros sabem o que os donos sentem

share-estudo

Quem tem cachorro já sabia, mas agora pode dizer isso sem ter receio das pessoas pensarem que é louco: os cachorros sabem o que estamos sentindo, sim! Um estudo publicado no jornal médico Biology Letters chegou a esta conclusão após uma pesquisa com diversas famílias que tinham cachorros.

Leia mais

O luto da morte de um focinho

imagem-de-compartilhamento

Este é sem dúvida o post mais difícil que eu já escrevi. Eu gostaria de ter contado a história da perda da minha Iza há tempos, mas só agora, quase 1 ano depois, eu consigo escrever sobre o assunto. Eu sempre tive cachorros e amei a todos. Mas, a Iza me marcou porque foi o primeiro focinho que eu tive morando sozinha. Éramos somente ela e eu.

Leia mais

Como “enfaixar os cães” pode diminuir o medo de fogos de artifícios

imagem-de-compartilhamento

Todo final de ano é a mesma história: enquanto algumas pessoas festejam e admiram os fogos de artifício, os animais se apavoram com o barulho. A audição dos animais é muito maior do que a nossa, por isso, eles sofrem verdadeiros ataques de pânico com o barulho da explosão dos fogos de artifício e rojões. Todo ano também os protetores de animais tentam espalhar ao máximo algumas dicas para amenizar o sofrimento dos animais. Mas, este ano, além das dicas básicas para amenizar o sofrimento dos animais

Leia mais

Preciso doar o meu focinho, e agora?

Uma das situações que mais entristecem um protetor de animais é quando o “dono” resolve “repassar” o focinho. E, acreditem: isso às vezes acontece depois de anos de convivência com o animal e, na maioria das vezes, por motivos que, na minha opinião, seriam contornáveis.

Eu sei que cada caso é um caso e como eu defendo a informação para plantar sementinhas de mudança neste mundo, ao invés de apenas me entristecer, eu resolvi desmistificar algumas ideias que as pessoas têm quando acham que o melhor caminho é doar o seu focinho. Vamos lá:

Leia mais